Alimentos para cães idosos são lançamentos da Royal Canin

Cães apresentam duas etapas de envelhecimento que exigem cuidados diferentes entre si

Assim como as pessoas estão vivendo muito mais e encontrar idosos acima dos 90 ou até 100 anos está bastante comum, de maneira similar, hoje é fácil encontrar cães com mais de 15 anos de idade fazendo companhia a seus donos. Cíntia Fuscaldi, Médica-Veterinária e membro da equipe de comunicação científica da Royal Canin, comenta que, pelo fato das pessoas tratarem seus animais de estimação com mais cuidado, eles conseguem viver mais e com mais qualidade. “O envelhecimento dos cães não é uma doença, mas uma evolução física que torna o animal vulnerável. É um processo progressivo, silencioso e acontece externa e internamente,” comenta a Médica-Veterinária. O impacto no bem-estar e saúde depende de fatores como estilo de vida, alimentação, cuidados e eventualidades que possam ocorrer durante sua vida. Os cães apresentam duas fases distintas de envelhecimento, que exigem cuidados diferentes entre si, especialmente no que diz respeito à alimentação. A regra é muito simples: a 1ª etapa do envelhecimento inicia-se quando o cão atinge 50% de sua expectativa de vida e a 2ª etapa do envelhecimento é iniciada quando o cão entra no último terço da expectativa de vida. Como a expectativa de vida dos cães varia de acordo com o porte da raça, sendo que, quanto maior o porte, menor sua longevidade, em regra geral, podemos definir as idades de envelhecimento dos cães conforme a tabela abaixo.

 

ag1

Na primeira etapa do envelhecimento, os efeitos são, principalmente, em nível celular, sendo quase imperceptíveis ao dono do cão. Na segunda etapa, o processo de envelhecimento está acelerado e apresenta alguns sintomas bastante claros. “A função da alimentação específica e demais cuidados com os cães têm por finalidade ajudar a retardar o início dos sinais de envelhecimento na primeira etapa e, na segunda etapa, limitar o desenvolvimento desses sinais,” explica Cíntia.

 

A profissional detalha que a alimentação com balanço nutricional específico para cada fase de envelhecimento dos cães mantêm o apetite, peso corporal e massa muscular, além de apoiar as defesas naturais, evitar sobrecarga nos rins, promover saúde intestinal, manter a saúde oral e o equilíbrio dos nutrientes que evitem os sinais do envelhecimento, como vitaminas, minerais e antioxidantes.

 

Veja quais os principais sinais de envelhecimento dos cães

 

ag2

 

Envelhecimento saudável

Nutrientes bastante disseminados para auxiliar no envelhecimento saudável das pessoas também se mostram eficientes nos cães. Os polifenóis de chá verde e uva, o Licopeno (rico em tomates) e a combinação de vitamina C, E, Luteína (presente no pigmento amarelo de vegetais como cenoura, laranja e milho) e Taurina (origem animal) são os melhores exemplos dessa similaridade.

 

“Nem tudo o que é bom para as pessoas é bom para os animais”, alerta Cíntia. “Nesse caso específico, os nutrientes se comportam de maneira muito similar nos organismos humanos e caninos, mas os alimentos completos e balanceados são sempre a melhor opção para os pets. O fato de as pessoas oferecerem restos de comida achando que fazem o melhor pelos seus cães é um dos fatores que mais reduzem a expectativa de vida e o bem-estar na idade avançada desses animais”. A profissional comenta que a Royal Canin é a única empresa no Brasil a oferecer alimentos diferentes para as duas etapas de envelhecimento dos cães, respeitando o porte do animal.

 

A Vitamina E auxilia na proteção das membranas celulares, combate os radicais livres e melhora as defesas imunológicas. Quando combinada com a vitamina C aumenta ainda mais a proteção celular.

 

Outro comportamento do metabolismo dos cães quando envelhecem é a redução da capacidade de eliminação do excesso de fósforo pelos rins, o que pode ocasionar prejuízos à saúde do animal. Cíntia Fuscaldi afirma que a alimentação dos cães deve possuir conteúdo moderado deste mineral em ambas as fases do envelhecimento, com maior atenção à segunda etapa.

 

 

Ossos e articulações

 

Os ossos e as articulações dos cães são bastante afetados com o tempo, em especial em animais de raças grandes e gigantes.

 

A primeira maneira de evitar esses problemas é, sem dúvida, a manutenção do peso adequado e da massa muscular capaz de reduzir a carga sobre as articulações.

 

 

Pele e pelos

Assim como nas pessoas, a pele e os pelos apresentam os sinais mais visíveis de que o tempo passou. Aparecimento de pelos brancos, perda do brilho e maciez, manchas na pele e maior sensibilidade são exemplos bastante comuns. O enriquecimento da alimentação com vitaminas (Complexo B, E, A), Ômega 6, minerais (Zinco, Ferro e Iodo), óleo de peixe e aminoácidos é uma forma eficiente e simples de retardar esses sintomas.

 

 

Check-up geriátrico

Apesar de pouco conhecido pelos donos de cães, esses animais também devem fazer um check-up com foco no envelhecimento saudável. Realizado por um Médico-Veterinário, o check-up geriátrico inclui:

•    exame odontológico

•    exame oftálmico e auricular

•    inspeção da pele

•    mensuração do peso (pesagem)

•    auscultação cardíaca e pulmonar

•    reforços de vacinação

•    exame de sangue

•    análise da urina

•   ultrassom abdominal

•   perfil renal

 

O ideal é realizar essa avaliação assim que o animal apresentar os primeiros sinais de envelhecimento e repeti-lo periodicamente. Ele pode indicar algum problema de saúde que, se não for tratado a tempo, pode evoluir para uma complicação.

 

Descubra se o cão está envelhecendo

 

ag3

 

Alimentos precisos para as duas fases do envelhecimento dos cães

A Royal Canin trouxe para o Brasil os mais recentes avanços da ciência na nutrição de cães em processo de envelhecimento e completou sua linha de alimentos nesse segmento. É a única empresa no país a oferecer alimentos específicos para as duas etapas do envelhecimento dos cães de acordo com o porte da raça. Os produtos da Royal Canin são balanceados e enriquecidos com Polifenóis, Licopeno, Luteína, Taurina, Vitaminas A, B, C e E, Ômega 6, Zinco, Ferro, Iodo, e níveis reduzidos de Fósforo.

 

Os alimentos disponíveis nas lojas especializadas e clínicas veterinárias de todo o país, são:

  • X-Small Adult 8+ e X-Small Ageing 12+, para raças miniaturas (até 4 Kg quando adultos)
  • Mini Adult 8+ e Mini Ageing 12+, para raças pequenas (de 5 a 10 Kg quando adultos)
  • Medium Adult 7+ e Medium Ageing 10+, para raças médias (de 11 a 25 Kg quando adultos)
  • Maxi Adult 5+ e Maxi Ageing 8+, para raças grandes (de 26 a 44 Kg quando adultos)
  • Giant Adult, para raças gigantes (acima de 44 Kg quando adultos)

ag4

Glossário dos nutrientes no processo de envelhecimento dos cães

 ag5