Por que não adotar um Cão adulto?

A maioria das pessoas que adotam um cão de um abrigo está procurando por um filhote, mas você já pensou na adoção de um animal adulto? Ainda que a personalidade deles já esteja formada, os cães podem aprender em qualquer idade; além disso, um cão adulto terá o benefício extra de já estar adestrado.

Saiba mais sobre o cão

Para descobrir se a personalidade do cão é compatível com seu estilo de vida, você terá de fazer algumas perguntas antes de adotá-lo. Quantos anos ele tem? Que tipo de vida ele tem levado? Como ele costuma se comportar? Ele tem medo de alguma coisa? Não se esqueça de perguntar como o cão reage perto de crianças e de outros animais e também como ele reage a ambientes diferentes. Tente descobrir se ele fica bem quando deixado sozinho. Se ele não gostar de ficar sozinho, você terá de mantê-lo ao seu lado o tempo todo. Pense nisso!

Passe algum tempo com o cão antes de tomar uma decisão

Tente visitar o cão várias vezes antes de adotá-lo. É uma dica é tirá-lo do abrigo para alguns passeio. Se possível, leve-o para passear em seu carro e observe o comportamento dele em diferentes circunstâncias.

Nem tudo é muito agradável no início

Grande parte das pessoas tem muita pena de cães de abrigo; além de tudo, eles foram abandonados e o novo proprietário deseja ajudá-los a se sentirem confortáveis em seu novo lar. Isso significa que os donos mimam o cão, podendo induzir a péssimos hábitos e gerar problemas no futuro. Um cão precisa de um conjunto claro de regras para mantê-lo livre de estresse. Quando o cão chega ao seu novo lar, ele precisa compreender imediatamente o que se espera dele.
Durante os primeiros dias, tente não interferir muito (sua família também deve fazer o mesmo). Dê um tempo para que seu cão se familiarize com a nova casa e os novos donos. Deixe-o se aproximar de você, mas tente não manifestar um entusiasmo exagerado — e não hesite em repeli-lo ou recuá-lo quando você precisa ficar sozinho.
Vigie seu cão atentamente. Não o deixe sozinho em um jardim se houver a possibilidade de fuga. Nunca o deixe brincar com crianças sem ter a certeza de que você está no controle da situação. Conheça melhor sua nova companhia até que você possa confiar totalmente nele.

Tenha paciência com o adestramento

Uma vez que o cão entende como se comportar em casa, comece ensinando-o a como reagir quando você o leva para passear. No início, mantenha-o na coleira para garantir que ele não fuja.
Estabeleça alguns rituais diários, porque os cães amam rotina; p. ex., organize um esquema regular de passeios, coloque um peitoral no cão antes de sair, faça-o sentar antes de comer e mantenha-o calmo quando ele estiver sendo escovado, etc. Se você deixar seu cão sozinho, não permita que ele fique estressado antes da sua saída. Apenas saia sem falar com ele e permaneça indiferente em seu retorno.

Fique atento aos sinais de desobediência

Não aceite qualquer sinal de agressividade vindo de seu cão. Até mesmo um simples rosnado deve ser corrigido. Se você reagir de forma imediata e sistemática quando seu cão tiver uma atitude ruim, logo o comportamento será corrigido. Mas, se você não prestar atenção aos sinais precoces, a situação só tende a piorar.
Aqui vai um conselho particularmente importante para os cães adultos: seja constante e consistente; com isso, você evitará grande parte dos distúrbios comportamentais. Para o bem-estar psicológico de seu cão, você não deve mudar as regras com muita frequência. O cão precisa confiar em seu dono.